19 de maio de 2009

moça-sereia


Passou dias fitando a praia
Só para olhar aquele moço
Seria o sorriso dele encantado?
Desde a tarde que o vira sentiu-se acordar
Tão logo despertou um desejo incontido de estar com ele
Ficava ali até se pôr o sol
E voltava para o fundo do mar
Solitária, fantasiosa

A sereia enamorada
Um dia foi estar com o moço
Tão deslumbrado ficou que pensou que fosse devaneio
E, seduzido, decidiu não mais acordar
E viver o sonho da moça-sereia
Ora no mar, ora na areia
(ana maria de abreu siqueira)
...para uma amiga sereia
Foto: Mermaid Swiming in the Mediterranean Sea
© Francois Xavier Pelletier/Sygma/Corbis
Disponível em: CORBIS

2 comentários:

Claudinha disse...

Lembrei das nossas brincadeira de sereias e a fita amarrada nas pernas...rsrsrrs
Nós lembramos disso um dia desses, por isso saiu esse post?

Beijos

Eduarda Reis disse...

Sou fã de sereias e adorei o texto =)
"ora no mar,ora na areia"*-*

Amei!