2 de maio de 2006

- Eu me senti renovado depois desta virose!
- Nossa! Porque não me passou esse vírus? Estou precisando dele!
- Olha, foi ruim, fiquei 3 noites sem dormir, dores fortes de cabeça! Você não pode estar falando sério! Ficar doente assim!
- Ah! Estou sim, pode apostar! Quero ficar renovada também, e não tenho conseguido! Talvez com o seu vírus...

Na verdade ele me enrolou e não me deu o vírus! Acho que ele quer que eu encontre o meu próprio vírus da renovação! Fiquei meio aborrecida por ter me negado o que pedi, mas depois parei para pensar e percebi que ele me deu outro presente, bem diferente (e melhor). Ele me ajudou a perceber que tudo pode estar ruim, mas só assim se chega à renovação! Eu tenho um vírus, não o mesmo que ele teve, mas dói também, até passo algumas noites sem dormir, mas assim que eu começar a tomar os medicamentos certos, a renovação virá!

8 comentários:

Sidarta disse...

A dor é sempre reflexo de que algo não vai bem. Já pensou se não sentíssemos dor? Por exemplo: se eu colocasse minha mão no fogo e não sentisse dor, provavelmente perderia minha mão. Por isto existe a dor. Mas às vezes a gente sofre porque nossos desejos são inconsistentes, ou com a realidade, ou com nossas necessidades reais. Aí é sofrimento à toa. Refletir sobre nossos desejos nestes momentos de baixa é bem interessante. às vezes nos faz rever uma série de coisas... Beijos! E boa recuperação!

Le Lis Blanc disse...

Meus Deus! Quem é que está procurando essa maldita virose!? Olha, essa coisa está me devorando por dentro. Dor? Quero dor de amor, não essa dor que faz dos meus ossos um monte de farofa.

O Max anda psicanalista demais...

A dor, no final das contas, é essencial. Sim, ela fala de algo que não vai bem. Mas não só isso. Ela nos certifica, legitima, confirma a existência. Ela nos faz vivos.

Garota, um abraço pra você!

Márcio Bezerra disse...

todos temos, uns mais fortes, outros menos, o importante é como encarar tudo, eu faço poesia para não me matar, para não sair por ai atirando em pessoas. Sei de minhas limitações como poeta e são elas que me levam à frente, e sempre prossigo, fazendo amor, ódio e amigos pelas estradas e peço sua mão para uma nova amizade. obrigado pela cordial visita, volte sempre, voltarei também,logo logo terá uma link no meu blog, abraços e risos querida...

neotenia disse...

Estou doente...rs!Para quê fui brincar com isso?

:S

reflexoes depois disse...

bálsamos de luz e saúde para ti! BEIJOS

Sidarta disse...

Volte a escrever, mesmo que seja qualquer coisa...

Ana Cláudia disse...

Ainda não tinha lido essa sua postagem...Claro que adorei neh.Pois como vc mesmo sabe "estou doente", com um vírus que com certeza vc conhece e já se curou dele um dia.
Mas o mais importante é que hoje já acredito na seguinte frase que vc disse : "Ele me ajudou a perceber que tudo pode estar ruim, mas só assim se chega à renovação!"
Logo, logo estarei renovada ;).

Beijos

neotenia disse...

De tudo que já escrevi este foi o que mais gerou comentários longos!Adorei todos que responderam aqui!

Hoje em dia estou boa, de vez em quando pego um virús ou outro, mas passa!

Basta se cuidar!...

Vc's me entendem,não é?