2 de abril de 2006

Menina Linda! O nome dela é Poesia!

Conheci uma menina
Que sorriu meio sem graça
E disse-me com uma voz tímida:
“Oi! Meu nome é Poesia!”
Queria brincar,
Olhou em meus olhos,
Segurou a minha mão, e disse: “Vem, eu vou ensinar!”
E entregou-me todas as letras do alfabeto!
“Vai, escreve!”
Eu, meio desajeitada,
Escrevi assim:

Linda poesia

Ela sorriu espontaneamente
E achei até que tinha crescido um pouco mais
E, com uma voz mais alegre:
“Eu quero mais!”

Doce poesia
Reflete meu coração
Alegra-me com seu sorriso
Faz brotar minhas emoções

E foi assim que a Poesia
Minha pequena Poesia
Deixou de ser menina
E virou mulher
Com lindas curvas
Cheia de lembranças e sonhos
Viveu meus amores
Sentiu os meus medos
E desfaleceu suavemente
Feliz por ter vivido
E se eternizado nessas palavras


(Ana Maria de Abreu)


(Foto de Miguel Lopes)

2 comentários:

Sidarta disse...

Huuumm!!! Estou feliz por estar voltando cada vez melhor sua inspiração! Esta poesia foi delicada como você! Beijos!

Sidarta disse...

Cadê as novas poesias?