15 de março de 2011

Das histórias que não terminam

Certa vez acordei escritora
Despertei de dias sem inspiração
Só bastou aquele olhar
Para que uma poesia viesse despertar
No entanto, nunca terminei
A poesia foi escrita nos meus olhos
Nem o papel rabisquei
(ana maria de abreu siqueira)

2 comentários:

millin disse...

muito bom o teu blog. seguindo, segui também. abraço ;;

Akemi de Queiroz Sakaguchi disse...

Lindo, tem essência, vida. Amei. Bjs, já tô seguindo.