29 de outubro de 2008

meu passarinho


Meu passarinho
De tão pequeno, se faz pouquinho
E voa baixinho, devagarzinho
Canta doce, bem levinho
Mas tão longe fica seu ninho
Vou arrumar as malas e pegar o caminho
Seguir até seu cantinho
Só para sentir seu carinho



ana maria de abreu siqueira



(à minha doce e linda Vovó Ana...saudades....)
Foto: Mauriti (CE) - Semana Santa / abril de 2009

6 comentários:

Carlinha Abreu disse...

Poesia perfeita pra avó perfeita!

Ah, companhia perfeita pro show perfeito ontem, né?!
Nós nos divertimos à beçaaaaa!!!

Sidarta disse...

Que bela homenagem!

Ele deve estar cantando a essa hora, de alegria.

Ana disse...

Que linda!Tão simples e tão...

Até senti saudades da minha avó!!!!

Amei aqui!

beijos!

Victor Canti disse...

belo e suave poema, encantado...
gostei muito!!
bjs
bom fds!!

Ramon de Alencar disse...

...
-Todo ´´inho´´ e toda ´´inha´´ é sempre algo que nos enternece.

Lindinho, Adorei!!!!

Eduardo Trindade disse...

Tens versos tão musicais! E tocantes, acima de tudo. Dá vontade de transformar tudo isso numa canção para se ouvir de olhos fechados - ou seja, decorar teu poema, apagar a luz e ficar recitando baixinho, para eu mesmo.